Geleia Geral: Conheça as bandas locais selecionadas pro Festival da Juventude 2015

Comissão escolhida pela Coordenação da Juventude se reuniu hoje na Secretaria de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer para decidir quem divide o palco com Nação Zumbi, Baiana System e Ponto de Equilíbrio

Encerrou-se hoje o processo seletivo que levará as bandas locais de Vitória da Conquista ao palco principal do Festival da Juventude, ao lado de bandas de grande porte e renome nacional como Nação Zumbi, Baiana System e Ponto de Equilíbrio. Entre os 29 inscritos, seis passaram pelo crivo através de uma comissão formada por membros da organização do evento e representantes da comunidade artística e cultural.

Junto com o produtor Gilmar Dantas e o técnico de som Niel Costa, este jornalista que vos escreve também foi escolhido nas reuniões abertas do festival para integrar a curadoria. Depois de um processo tortuoso e burocrático, eis que a participação no processo se apresentou como uma experiência enriquecedora para mim. Dentre os integrantes da comissão, era o mais novo e minhas referências de música autoral conquistense só começaram a ser formadas a partir de 2006, ou 2007…

No entanto, me surpreendi ao ver que não conhecia apenas duas ou três participantes mais ligadas à cena “voz e violão” de Conquista. Então, lançado o desafio, de 29 teria que lançar seis nomes para a votação geral. Priorizei primeiramente a diversidade e aquelas que tem realmente se movimentado com projetos próprios e corrido atrás de produzir e formar público sem esperar que a cidade se torne de uma hora pra outra um bom lugar pra se ter banda.

Não preciso nem me alongar em explicações com as três primeira da minha lista, pois são os destaques da cena e sem dúvida, não podem ficar de fora de um evento desse porte. Entre elas, a punk Cama de Jornal, a Dona Iracema com seu caatincore (um hardcore da caatinga, com boas pintadas de humor e ironia) e o Complexo Ragga com suas músicas antiproibicionistas, que são pra dançar também.

Em seguida inseri a Dost, pois além de contemplar a pró-atividade, acredito que dentre as inscritas é a que melhor iria aproveitar e preencher o palco do evento. Apostei em seguida na Buena Brisa, que apesar de nunca ter visto um show, as gravações autorais me atraíram e acredito que o reggae local, que já teve uma grande expressividade, deveria ser representado. Por último escolhi a Nobres Companions, única que possuía uma mulher a frente, além do projeto cover Elas Cantam: Rita Lee.

Quatro das minhas escolhas foram compatíveis com o restante do grupo e então tivemos o resultado: Dona Iracema, Ladrões de Vinil, Complexo Ragga, Cama de Jornal, Dost e SoundMachine. Além dos espetáculos selecionados, a comissão selecionou mais shows, em ordem de classificação, como suplentes, para eventual substituição em caso de desistência de algum dos classificados ou desclassificação por não cumprimento de entrega de documentação exigida dentro do prazo. As suplentes são: Elas cantam Rita Lee, Distintivo Blue, Bonde do Rebento, The Savage, Buena Brisa, Nobres Companions, Route 96.

Os debates nas primeiras reuniões giraram em torno de que deveriam se priorizar as bandas autorais, mas mesmo assim um projeto cover ficou na frente dos demais na lista de suplência. No entanto, a portaria que regulamentou a seleção dava brechas para que projetos cover passassem, o que acabou elevando o status da homenagem à Rita Lee.

Isso aconteceu por que não haviam mulheres representadas de forma alguma ainda no palco principal, então Elas Cantam Rita Lee iriam resolver esse problema de paridade. Cogita-se, inclusive, a abertura de uma vaga a mais para que o projeto se classifique no line up do evento.

Por enquanto, não estão representados ainda o público eletrônico nem o headbanger. No entanto, cogita-se a realização de uma prévia do evento na Praça da Juventude, um sábado antes da data oficial abarcando as bandas inscritas que ficaram na suplência. Assim temos um festival minimamente representativo, aguardamos agora as mesas de debate para chegarmos à conclusão de quais juventudes esse evento está pretendendo falar.