Festival de cinema e futebol Cinefoot inicia sua 11ª edição em formato online e gratuito em todo país

Entre os destaques brasileiros estão os documentários A Copa do Mundo no Recife, Pelé: o Rei Desconhecido, Para Todes, 50 Anos do Tri, e a animação Louise

Por Erick Gomes

A 11ª edição do Cinefoot inicia hoje, no formato on-line, com acesso inteiramente gratuito para todo o território brasileiro, na plataforma innsaei.tv. Com duração até o dia 27 de novembro, o festival é pioneiro na América Latina, sendo o único sobre cinema e futebol no Brasil. A programação do evento conta com 76 filmes, sendo 59 brasileiros e 17 internacionais, com produções vindas da Argentina, França, Itália, Peru, Colômbia, México, Uruguai, África do Sul, República Tcheca, Portugal e uma coprodução Alemanha/Palestina.

A edição deste ano homenageia o México, anfitrião da Copa do Mundo de 1970, e a República Tcheca, que celebra o centenário das relações diplomáticas com o Brasil. Ao todo, o evento conta com 38 horas de conteúdo fílmico, distribuídas por 31 sessões, organizadas em mostras competitivas e informativas especiais. Os filmes permanecerão disponíveis por um período extra após a estreia, que varia de dois até seis dias para exibição, conforme a mostra na qual cada obra participa. 

A abertura se dará hoje, às 20h30, com a exibição do documentário argentino Loteca (Prode) (dirigido por Mauro Beccaría). Entre os destaques nacionais estão os documentários A Copa do Mundo no Recife (dirigido por Kleber Mendonça Filho), Pelé: o Rei Desconhecido  (dirigido por Ernesto Rodrigues), Para Todes (dirigido por Victor Hugo Soares, Samara Garcia e equipe de alunes da Escola Municipal Adalgisa Nery), 50 Anos do Tri (dirigido por André Gallindo), e a animação Louise (Dirigida por Amanda Gomes, Andressa Fernandes e Nathanael Cruz). 

Imagem do filme 50 Anos do Tri

O Cinefoot possui uma sessão especial para o formato seriado, criada no ano passado, que neste ano apresenta a série baiana Donas do Baba, de direção de Tais Bichara e Rodrigo Luna. A série documental traz histórias e rotinas de mulheres que têm diferentes relações com o futebol. Além das exibições, o evento apresenta atividades paralelas, como a Mesa-Redonda, que reúne bate-papos com convidados comandados pelo Museu do Futebol, Laboratório de Estudos em Mídia e Esporte da UERJ e do Centro de Artes da UFF. 

Neste ano o Cinefoot presta homenagem ao goleiro Moacir Barbosa e ao Negritude F.C., concedendo a Honraria Gol de Placa 2020. Os filmes vencedores das mostras competitivas do evento serão definidos exclusivamente através do voto do público e anunciados na cerimônia de encerramento online, no próximo dia 27, às 20h30. A sessão de encerramento contará com a exibição do documentário italiano A Última Partida de Pasolini (dirigido por Giordano Viozzi).