Câmara realiza sessão do Dia da Consciência Negra

Na oportunidade, também será entregue o Troféu Zumbi dos Palmares a cinco personalidades

Com informações da Ascom CMVC

O mês de novembro é marcado pelo Dia da Consciência Negra, celebrado hoje (20), data da morte de Zumbi dos Palmares, em 1695. O marco procura remeter à resistência do negro no Brasil.

Em Vitória da Conquista, diversas atividades estão sendo realizadas por meio da Coordenação de Promoção da Igualdade Racial desde do último dia 13, com o objetivo de debater e despertar o combate ao racismo, integrando a programação do Novembro Negro 2015.

Também como parte da programação, será realizada hoje, a partir das 19h, a sessão do Dia da Consciência Negra, na Câmara de Vereadores de Vitória da Conquista. Instituída pela Câmara como Lei Regimental, a sessão é realizada todos os anos.

Na oportunidade, também será entregue o Troféu Zumbi dos Palmares a cinco personalidades.

Resistência

Zumbi foi o último dos líderes do Quilombo dos Palmares, o maior dos quilombos do período colonial. Ele nasceu na então Capitania de Pernambuco, na serra da Barriga, em 1655, região hoje pertencente ao município de União dos Palmares, no estado de Alagoas. Em seis de fevereiro de 1694 a capital de Palmares foi destruída e Zumbi ferido. Apesar de ter sobrevivido, foi traído e surpreendido em seu reduto.

Apunhalado, resiste, mas é morto com vinte guerreiros quase dois anos após a batalha, em 20 de novembro de 1695. Teve a cabeça cortada, salgada e levada ao governador da capitania. No Recife, a cabeça foi exposta em praça pública no Pátio do Carmo, visando desmentir a crença da população sobre a lenda da imortalidade de Zumbi. Sua história atravessou os tempos e Zumbi permanece como símbolo da luta pela liberdade e igualdade racial até os dias de hoje.