Sobre / Contato

"A prática da gambiarra envolve sempre uma intervenção alternativa..."

Sobre a Gambiarra

Gambiarra é um termo cheio de significados. No Brasil, o sinônimo predominante seria “improvisação”. Em outros lugares, a palavra tem vários outros significados como “extensão de luz”. A prática da gambiarra envolve sempre uma intervenção alternativa, o que também poderia defini-la como uma re-apropriação material.

Uma gambiarra ao mesmo tempo em que pode indicar precariedade, indica experimento. O aprimoramento vem da possibilidade de se repetir a mesma experiência, resultando sempre em algo diferente do projeto inicial.

A Revista Gambiarra é um veículo online que nasceu em 2013 em Vitória da Conquista (BA), mas hoje também fala sobre e pretende atingir a capital baiana, onde é sediada atualmente, e outros polos do interior como Feira de Santana e Jequié.

Três eixos principais guiam nossas produções: “Jornalismo, Cultura e Ativismo”. E através deles conseguimos adicionar novidades nas práticas jornalísticas do interior do estado, inserido debates e questionamentos através de entrevistas e grandes reportagens sobre os mais diversos temas.

Equipe

A revista foi criada pelos jornalistas Ana Paula Marques e Rafael Flores e hoje conta ainda com o fundamental trabalho dos jornalistas Erick Gomes e Natália Silva.

Ana Paula Marques

Editora anapaulamarques@gmail.com

Natália Silva

Jornalista nataliasilva@gmail.com

Rafael Flores

Editor-chefe rafaelflores@gmail.com

Contatos

imprensa

Você é profissional de imprensa? Entre em contato com nossa Assessoria de imprensa

trabalhe conosco

Deseja fazer parte da equipe da Gambiarra? Envie um e-mail para vagas@revistagambiarra.com

pautas

Para sugerir pautas, entre em contato pelo e-mail pautas@revistagambiarra.com.br

Seja um colaborador

Gambiarra é um termo cheio de significados. No Brasil, o sinônimo predominante seria “improvisação”. Em outros lugares, a palavra tem vários outros significados como “extensão de luz”. A prática da gambiarra envolve sempre uma intervenção alternativa, o que também poderia defini-la como uma re-apropriação material. Clique aqui para saber mais sobre como fazer parte.