Sarau Hotel Mambembe pausa atividades após completar dois anos

O projeto abrigou cerca de 400 apresentações artísticas durante 20 edições

A crise na cultura conquistense fez mais uma vítima. Após a vigésima edição, que ocorreu no último sábado (21) e comemorava dois anos do projeto, a produção do Sarau Hotel Mambembe anunciou a pausa na sua realização.

Durante esse tempo cerca de 400 apresentações passaram pelo sarau e os principais espaços culturais da cidade foram ocupados.

A maioria das edições aconteceu no Teatro Carlos Jehovah, mas também houveram passagens pelo Centro de Cultura Camilo de Jesus Lima, Manifesto, Dalí Happy Hour, Praça Guadalajara, Canto do Sabiá e Cazazul Teatro Escola.

O Sarau começou como um evento gratuito, mas passou a cobrar um valor simbólico para sobreviver e talvez isso, injustamente, tenha matado o projeto.

“Viver de amor é precário, se gasta tempo e dinheiro para promover o Sarau por isso começamos a cobrar, houve a ideia da Caixa Do Amor (contribuição espontânea), mas em um evento de mais de 200 pessoas, arrecadar $50 reais não paga nem as cordas da guitarra”, desabafa Euri Meira, um dos produtores do Sarau.

No entanto, no mesmo sábado que abrigou o último Sarau, outro projeto se estabelecia em outro canto da cidade: a terceira edição d’O Beco Cultural levou centenas de jovens ao “beco” da Praça Barão do Rio Branco para conferir diversas apresentações musicais.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *