Marchinhas e guitarrada paraense embalam foliões soteropolitanos

Bailinho de Quinta se apresentou no final da tarde de ontem (08), no Pelourinho, com participações de Marcela Bellas e do paraense Felipe Cordeiro

Com informações da Ascom Carnaval da Cultura

No final da tarde de ontem (08), os foliões presentes no Largo do Pelourinho, em Salvador, puderam desfrutar desde antigas marchinhas e versões repaginadas e divertidas, até o melhor da música paraense, com sua guitarrada característica. Tudo isso foi proporcionado pelo show do Bailinho de Quinta, que trouxe como convidados a soteropolitana Marcela Bellas e o paraense Felipe Cordeiro.

O projeto do Bailinho, formado por músicos bastante conhecidos na cena alternativa (Graco, guitarrista e cantor e membro da Scambo; o baterista Thiago Trad, ex-Cascadura e atualmente com o projeto Bahia Experimental e a cantora Juliana Leite, da Orquestra do Maestro Zeca Freitas), fez uma apresentação denominada “Cabaret, Marchinhas e Carnaval”, celebrando o clima de boemia dos cabarés e bailes brasileiros.

Os fãs cativos se juntaram aos foliões que buscavam um carnaval mais tradicional nas ladeiras do Pelô, que mais recentemente passou a abrigar o circuito Batatinha, com palcos culturais, fanfarras, afoxés e manifestações folclóricas.

Em sua estréia no Carnaval de Salvador, o guitarrista paraense Felipe Cordeiro interpretou sucessos de sua carreira. As canções “Tarja Preta”, “Problema Seu” e a instrumental “Lambada com Farinha” embalaram o público presente.

“É uma honra estar num palco tão simbólico, logo no centro do furacão. Aqui é a terra da lambada e da guitarrada, isso mostra o quanto a gente é complementar e se assemelha. Eu acho que o Pará, o norte e o nordeste em geral, têm uma sintonia de mestiçagem cultural”, afirmou Cordeiro. O músico declarou também o desejo de lançar o seu primeiro DVD com show em Salvador.

Bailinho de QuintaMarcela BellasFelipe Cordeiro  Largo do Pelourinho  08 FEV (5)

Felipe Cordeiro e Juliana Leite/ Foto: Carnaval da Cultura

Além de revisitar sucessos dos antigos carnavais, o Bailinho de Quinta interpretou também canções autorais. Uma das principais incentivadoras da construção deste repertório é a cantora e compositora Marcela Bellas que participou do show cantando músicas próprias gravadas pelo grupo.

“O som do Bailinho tem muita personalidade e como compositora eu não podia deixar de apresentar algumas canções pra provocar neles o desenvolvimento dessa linguagem musical única”, declarou Marcela. A relação da cantora com a banda continua gerando frutos. O guitarrista Graco Vieira assina a produção do single “Danadinha”, lançado em janeiro e que apresenta o seu novo disco com previsão de lançamento para este ano, com a celebração de seus 10 anos de carreira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *