Mães se reúnem em praça para Hora do Mamaço

Evento chamou a atenção da população sobre o direito de amamentar em qualquer lugar

Com informações da PMVC

No último sábado (25), dezenas de mães, profissionais do Esaú Matos e de instituições parceiras se reuniram na Praça Tancredo Neves com o objetivo de chamar a atenção da população sobre o direito de amamentar seu filho em qualquer lugar que ela julgue confortável. O evento denominado “Hora do Mamaço” fez parte da programação do Agosto Dourado.

“O bebê não tem hora para comer, ele mama ‘livre demanda’. Então, toda hora que ele solicita o leite da mãe, ela precisa oferecer a ele. Às vezes, é no supermercado, no shopping, no banco. E como no Brasil ainda acontece muita discriminação pela prática de dar a mama ao bebê em público, o mamaço vem para combater isso”, comentou a coordenadora do Banco de Leite, Audrey Marins.

Opinião compartilhada pela operadora de caixa, Antônia Celiana. Mãe do pequeno Raul, de três meses, ela narrou uma história que viveu que exemplifica esse tipo de preconceito. “Certa vez, quando amamentava meu filho mais velho (hoje com 10 anos) num órgão público, uma senhora colocou uma fraldinha em cima do rostinho dele e perguntou: por que você não tampa?”, contou.

Pais que apoiam a causa, como o policial Ciro Sobrinho, também marcaram presença. “Esse evento é de suma importância, porque o leite materno é essencial para a criança, tem tudo o que ela precisa para crescer saudável e forte. E temos, enquanto pais, que dar apoio para a mãe, dando todo suporte necessário. E qualquer preconceito sobre não amamentar em público não tem nada a ver”, reforçou.

O Agosto Dourado conscientizou ao longo do mês pessoas das zonas urbana e rural da cidade acerca da importância do aleitamento materno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *