Entre a Cruz, a Espada e a Estrada tem reestreia em Conquista

Montagem do Grupo Caçuá de Teatro volta aos palcos para celebrar a volta do Centro de Cultura e os 20 anos do grupo

Foto: Márcio Lima

Nos dias 5 e 6 de outubro, às 20h, o Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima recebe a reestreia de Entre a Cruz, a Espada e a Estrada – Como Nasce um Artista Sertanejo. Na montagem, um contador de histórias do sertão relembra um cordel que fala sobre o
sonho de cada um e o sonho de um artista teatral caatingueiro, que para
consolidar sua arte, resiste aos mais variados problemas e situações.

O solo do Grupo Caçuá de Teatro aprofunda na pesquisa de repertório popular e na cultura regional do município, marcas que caracterizam o premiado grupo teatral que surgiu na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) em 1998.

Entre a Cruz, a Espada e a Estrada estreou em junho de 2005, no Teatro Vila Velha (SSA) e foi o único trabalho nordestino selecionado para o Festival de Cenas Curtas, em Belo Horizonte (MG) no mesmo ano, sendo elogiado pelo público e pela crítica mineira.

Em 2006 ganhou o Prêmio Revelação – Profissional de Teatro, no Festival Ipitanga de
Teatro, em Lauro de Freitas. Retornou aos palcos baianos com temporadas no Teatro Gamboa, em Salvador. No ano passado, a montagem voltou aos palcos, encerrando a temporada do Polo Teatral- Festival de Teatro do Interior da Bahia em Feira de Santana, com uma apresentação intensa e calorosa plateia.

Entre a Cruz, a Espada e a Estrada tem direção do ator e diretor de teatro Marcelo Benigno, idealizador do Movimento de Valorização do Artista do Interior (MOVAI).

Os ingressos serão vendidos na bilheteria do Centro de Cultura e custam entre R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *