Ao lado das malhas quentes dos abadás toca uma canção diferente…

Por que na Bahia “a música do carnaval” é escolhida apenas dentro do universo do Axé? Fizemos uma lista de sugestões para a festa com recentes músicas baianas que fogem dessa lógica

Não só de Axé Music é feito o Carnaval baiano. É óbvio que tal indústria domina os canais auditivos de boa parte do país durante as vésperas da festa momesca, pois conta com a forte parceria das maiores empresas de comunicação para reproduzí-las à exaustão.

A permanência e a repetição das músicas produzidas por este nicho acabam por cobrir outras manifestações, também dignas de serem trilha sonora de folias e histórias carnavalescas. Há quanto tempo mesmo que a discussão sobre “a música do carnaval” fica apenas em torno de Ivete Sangalo, Psirico, Claudia Leitte e companhia?

Você que vai passar o Salvador pela capital, experimente conhecer os sons que ecoam além dos grandes blocos. Uma barraquinha de reggae, um show no pelourinho, ou o trio sem cordas que passa na madrugada podem te mostrar muito mais sobre a cidade e o estado.

Sendo assim, selecionamos algumas músicas, que poderiam ser mais exploradas e conhecidas pelos foliões. Passeamos pela cena musical mais contemporânea de Salvador e coletamos algumas dicas para quem procura novas opções musicais para embalar seu carnaval.

Baiana System – Terapia

Começamos com ela por ter representado a emergência de um novo carnaval e a possibilidade de criação de hits sem sequer passar pelas rádios comerciais. Para quem conseguiu acompanhar o trio independente do Baiana System durante o Carnaval 2013 com toda certeza lembrará daquele ano como “o verão de Terapia”. Um mix de arrocha, funk, pagode , tudo isso entoado pela sonoridade da guitarra baiana.

Riachão – Mundão De Ouro (2013)

A lenda viva do samba da Bahia, o mestre Riachão lançou um disco com músicas inéditas e impressiona com seus 92 anos. Dentre as tantas riquezas do álbum escolhemos essa espécie de ciranda para contemplar quem busca por uma pitada de nostalgia.

T.E.M – Marcha Cigana

T.E.M é um projeto que reúne Tenison del Rey, Edu Casanova (dois nomes consagrados do carnaval baiano) e a jovem compositora Marcela Bellas. Eles resgatam a tradição das marchinhas, gênero que dominou o carnaval brasileiro por muito tempo. O cd “Marchinhas Inéditas Para O Carnaval” foi gravado em 2011, mas só este ano foi disponibilizado para download pelos idealizadores.

Coletivo Di Tambor – A Filha de Calmon

“A Filha de Calmon” é a típica canção pra compor uma playlist ao lado de hits “bobmarleiscos” das barracas de cravinho. Os meninos vem do nordeste do bairro de Amaralina e trazem consigo toques percussivos que nos remetem a nossa africanidade e latinidade pungentes.

Suinga – Deixa Voar

Eis um hino de uma das mais criativas bandas da cena independente soteropolitana. Suinga brinca com referências que vão de Gerônimo e Dodô e Osmar ao Chiclete com Banana, produzindo um axé distante da indústria fonográfica. Essa e outras canções irão embalar também o carnaval conquistense, Suinga toca no sábado no trio do Grito Rock.