“Ainda não inventaram nada melhor do que a democracia plena”, diz Paulo Miklos sobre flertes com a ditadura

Com camiseta estampada com fotos de protestos contra Ditadura Militar, Paulo Miklos falou contra o autoritarismo em sua passagem pelo Festival de Inverno Bahia

As famosas fotos de Evandro Teixeira durante a Ditadura Militar estamparam a camiseta que Paulo Miklos usou em sua passagem por Vitória da Conquista. Na última sexta-feira (24), o cantor, ator e compositor participou pela primeira vez com seu trabalho solo no Festival de Inverno Bahia, onde já havia passado com os Titãs.

Passeata dos 100 mil / Foto: Evandro Teixeira

Sobre a escolha, Miklos comenta que ainda carrega uma atitude punk e que a camiseta representaria um pouco disso. Questionado sobre o crescimento de candidatos e pessoas flertando com discursos autoritários que remetem à Ditadura, ele o categoriza como “absurdo”.

Paulo Miklos no Festival de Inverno Bahia/ Foto: Rafael Flores

 

“Eu compreendo certo setores que se deixam levar por essa ideia de que o autoritarismo pode dar conta de alguma coisa que a democracia não possa, mas é mentira, é falso, é a maior mentira que existe”, afirma.

Miklos vai além e defende uma “democracia plena”, onde minorias possam exercer os seus direitos.

“Só a democracia pode trazer os elementos pra gente poder lidar com isso e além da democracia, há o exercício das instituições para que os direitos das minorias, que não tem a mesma força que tem o todo – então não só a maioria vai decidir os destinos, mas as minorias também devem ter espaço, isso é a democracia plena, é disso que a gente precisa, ainda não inventaram nada melhor do que isso”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *